• Maycon Douglas

NASCENTES: COMO RECUPERÁ-LAS E QUAIS AS VANTAGENS?

Atualizado: 4 de jan. de 2019


Recuperação de nascente feita pelo Projeto Trainee 2017/1 na COHAB em Lavras

Nascentes ou cabeceiras são o aparecimento no solo da água infiltrada na terra para os lençóis subterrâneos através das chuvas. São também a principal fonte de água de córregos e rios por exemplo, sua conservação é essencial para o abastecimento de água da grande parte das cidades, além de sua grande responsabilidade para a produção de alimento e outros tipos de produtos no mundo.


O QUE PROVOCA O ASSOREAMENTO E QUANDO DEVO RECUPERAR MINHA NASCENTE


Atualmente há uma preocupação global sobre a produção de água, sua captação e a manutenção de seus cursos. Essa preocupação se deve ao enorme número de fontes de água contaminadas e ao acúmulo de terra, areia e detritos nos olhos d’água, associado ao desmatamento, que vem causando a seca de uma grande parcela de nascentes, o que afeta diretamente toda a população.

O assoreamento de nascentes pode se dar de diferentes formas, mas a mais comum é a partir do desmatamento, pois se retirando a mata ciliar, o deslizamento de terra e entrada de materiais mais grosseiros se torna cada vez mais facilitado. Nesses casos há a necessidade de se recuperar a nascente, ajudando para que a produção de água não seja comprometida. Porém recuperar a nascente não significa somente o ponto onde ela brota, mas também o entorno para que haja a possibilidade de maior infiltração e da manutenção do lençol freático, que se dá através da retirada de sedimentos do seu interior e de toda a recuperação ambiental.

FORMAS DE PRESERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO DE ACORDO COM A LEGISLAÇÃO AMBIENTAL


Nascente preservada no Noroeste Mineiro

A água é um bem essencial de importância para todas as atividades realizadas pelo homem, sua falta terá consequência em todas as áreas. Mas na agropecuária em especial, o resultado pode ser ainda mais desastroso, pois o sistema agrícola depende diretamente desse bem. Mas se conduzido da forma certa, a recuperação e conservação das minas d’água pode ser feita gerando benefícios como maior produção de água, menos gastos com outros tipos de fonte, maior e melhor produção, recuperação de ecossistemas, entre uma infinidade de outros benefícios.


A forma mais simples de se preservar um olho d’água é se reconstituindo a flora, ou seja, fazendo a reconstituição das matas ciliares e topos de morro, que servem como caixa d’água para as minas, evitando assim sua seca e o depósito de materiais na nascente. Sua importância é tanta que para sua proteção, existem leis que regulamentam o mínimo possível de espaço entre os cursos de rios e córregos, sendo assim previsto em lei também o seu cumprimento. Para isso se tornar mais fácil, o governo também possui plataformas virtuais como o CAR (Cadastro Ambiental Rural)

para melhor visualização e regulação dessas áreas e devidas orientações para sua conservação.

Córrego com fluxo normal de água

Todas essas condições mostram o quão importante e quantos benefícios existem na conservação e recuperação das nascentes. Na sociedade atual onde é cada vez maior a demanda de água, também cresce a necessidade de se conservar e ajudar na sua produção e conservação das suas fontes. A falta d’água já é realidade em diversos cenários no próprio Brasil, cabe a nós, hoje, transformar essa realidade para as futuras gerações. Além de transformar a realidade futura, no presente com atitudes como essa, podemos trazer benefícios produtivos, econômicos e sociais.


Precisa desse serviço? Entre em contato conosco!

3.361 visualizações2 comentários